terça-feira, 16 de novembro de 2010

As I

Depois de muito enrolar, e acrescenta mais um enrolar aí, eis que surge a idéia de reformar um antigo sonho, e bem nessa hora surge o Heartless - Vejo Purpurina.
Este espaço chega em uma boa hora: Fará um ano em Janeiro de 2011 que mantenho o Dreams Come True, onde desabafo. Chega a ser um pouco chato às vezes, afinal, só encontro palavras que descrevam a minha situação quando estou triste, quase me mutilando. O blog acaba sendo romântico demais, comum demais, tudo ao excesso. Eu sou uma garota tagarela, necessito falar. Mas minha língua tem problemas que impedem qualquer tipo de som, só encontro palavras nos textos. Meus companheiros? Lápis, borracha, papel e música. Sou alguém sem sentimentos que tem MUITOS sentimentos, confusa? Magina. Além de um pouco - muito! - confusa, sou exagerada. Apesar do "quase me mutilando" ser bem real.
Neste pequeno bloco cibernético, colocarei coisas aleatórias. Coisas que eu sinto uma imensa vontade de por no meu outro blog mas não tenho coragem, não combina. É a mesma coisa que misturar chantilly com batata frita. Ambos são bons, mas juntos não combinam. Temos que comer um de cada vez. Lá eu vou "comer" os textos enormes, o desabafo. E aqui eu como coisas diferentes.

Por que Heartless - Vejo purpurina? Simples. Minhas amigas costumam dizer que sou alguém totalmente sem coração, insensível. Mas eu garanto que ainda sim, consigo ver purpurina em algumas pessoas e situações.

Nenhum comentário: